sábado, 17 de julho de 2010

Que tipo de cliente você tem sido?



Quem nunca passou por um contratempo fazendo compras? Ou então, quem nunca sofreu um desaforo feito por um vendedor mal educado. Cheques descontados antes do prazo, produtos defeituosos, filas indigestas, e mal atendimento fazem parte da vida do consumidor em geral. E lá se vão horas a fil no telefone a fim de contatar o PROCON, Serasa, e tem gente que vai até aos jornais.

Todos nós, sem exceção, queremos ser bem atendidos onde freqüentamos. As empresas de serviços e venda de produtos tem dedicado cada vês mais tempo e dinheiro em busca do tal "índice de satisfação do cliente".

Por falar em cliente, como você é como cliente. Como se comporta do outro lado do balcão. Você é mal educado? Ignora seu atendente? Parece uma criança mimada quando não tem seus desejos atendidos de pronto? Grita que vai processar e bla, bla, bla...?

Não é que eu estou sendo advogado do diabo! Todos nós queremos e merecemos excelência no atendimento. Quero apenas lembrar o fato de que nem sempre as mazelas que passamos são culpa do vendedor ou do prestador de serviços. Lembrar que ele também é nosso próximo, tem filhos, problemas e uma vida igualzinha a nossa, nos ajuda a não soltar os cachorros em quem não tem culpa.

Também é bom ressaltar que todos nós somos clientes e servidores ao mesmo tempo. Você serve alguém, e alguém serve você. Será que não vale à pena tratar bem as pessoas e ser compreensivo, para que quando chegar a sua vez você também possa receber esse tipo de tratamento?

É como no trânsito. Enquanto somos pedestres, dizemos coisas do tipo: "os motoristas são uns folgados..." . Pois é, mas basta comprar um carro e passamos a implicar com os coitados dos pedestres!

Jesus contou a seguinte parábola:

Mateus 18.23-35

"Por isso, o reino dos céus é semelhante a um rei que resolveu ajustar contas com os seus servos.
E, passando a fazê-lo, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos.
Não tendo ele, porém, com que pagar, ordenou o senhor que fosse vendido ele, a mulher, os filhos e tudo quanto possuía e que a dívida fosse paga.
Então, o servo, prostrando-se reverente, rogou: Sê paciente comigo, e tudo te pagarei.
E o senhor daquele servo, compadecendo-se, mandou-o embora e perdoou-lhe a dívida.
Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem denários; e, agarrando-o, o sufocava, dizendo: Paga-me o que me deves.
Então, o seu conservo, caindo-lhe aos pés, lhe implorava: Sê paciente comigo, e te pagarei.

Ele, entretanto, não quis; antes, indo-se, o lançou na prisão, até que saldasse a dívida.
Vendo os seus companheiros o que se havia passado, entristeceram-se muito e foram relatar ao seu senhor tudo que acontecera.
Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse: Servo malvado, perdoei-te aquela dívida toda porque me suplicaste;
não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu conservo, como também eu me compadeci de ti?
E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse toda a dívida.
Assim também meu Pai celeste vos fará, se do íntimo não perdoardes cada um a seu irmão."

Irmãos, tenhamos uma boa convivência, sendo pacíficos e compreensivos. Chegou à hora de a Igreja fazer a diferença, não com prosperidade ou com grandes milagres, mas sim com a semelhança do Senhor Jesus.




Graça e Paz!

Irmão Bruno

Um comentário:

  1. Paz,

    Parabéns, pelo seu trabalho neste blog. Que Deus em Cristo Jesus continue lhe abençoando poderosamente.

    Estou seguindo o vosso blog.

    Aproveito pra lhe convidar a visitar meu blog também. Avivamento pela Palavra é um blog voltado aos amantes da Bíblia sagrada como Verdade Absoluta e que só através Dela seremos mais crentes e mais cheios do Espirito Santo. Comente, pois seus comentários são muito importante para mim poder estar sempre em melhorias no meu blog.

    http://www.alexandrepitante.blogspot.com/

    Siga-nos também.

    Fica com Deus.
    Abraço em Cristo, Alexandre Pitante.

    ResponderExcluir